Casa ou apartamento? Veja quais são as principais diferenças

Toda mudança de imóvel gera diversas dúvidas e uma das principais é “casa ou apartamento?”.

A resposta para essa pergunta depende da análise de diversos fatores que impactam diretamente no cotidiano da família. As diferenças entre morar em casa ou apartamento são consideráveis, sendo necessário adotar alguns critérios para fazer uma boa escolha.

O primeiro passo para decidir o futuro da família é pensar em quais são as prioridades de cada morador e da família como um todo. Vocês gostariam de morar perto do centro? Levam uma vida corrida? Gostam de ter espaço? Área de lazer é importante? A falta de segurança é preocupante? E quanto à convivência com a vizinhança?

Como você deve ter percebido, os questionamentos são variados. Pensando nisso, mostraremos as diferenças entre casa e apartamento, a fim de que você tome a melhor decisão. Se você está pensando em mudança e, claro, em um novo investimento, não deixe de acompanhar este post até o final. Boa leitura!

Área de lazer

Antigamente, para se ter um bom espaço ao ar livre, era necessário morar em uma casa com quintal espaçoso. Essa sem dúvida não deixa de ser uma boa opção. No entanto, quando pensamos em uma grande metrópole, como São Paulo, não podemos nos esquecer da comodidade de se morar no centro da cidade.

Atualmente, quem quer morar em uma casa espaçosa precisa se deslocar para locais mais afastados, o que tende a comprometer a rotina da família com deslocamento para trabalho, escola, academia etc. Também é preciso mencionar o trabalho e os custos de se manter um jardim e um espaço de lazer na própria casa. Piscina, sauna e jardim, por exemplo, exigem atenção constante.

Por outro lado, hoje já é possível encontrar edifícios com área de lazer de alto nível, o que garante muito mais comodidade. Empreendimentos com esse tipo de funcionalidade contam com espaços para receber convidados, área de churrasqueira, salão de festas, locais para prática de atividade física, piscinas exuberantes e playgrounds variados. Em alguns condomínios de alto padrão, são até mesmo oferecidas aulas de Pilates e Yoga, além de SPA completo e salão de beleza.

Ter esses espaços à disposição dentro do condomínio é ótimo para quem quer otimizar a rotina e ainda ter à sua disposição várias comodidades de maneira segura e sem se preocupar com manutenção.

Vale lembrar que, mesmo que você opte por um apartamento que não conte com todas as opções de lazer desejadas para a família, a boa localização garante o acesso à modalidade de entretenimento que a família desejar. Para isso, basta optar por um empreendimento localizado em região privilegiada.

Comodidade

Uma das principais vantagens de se morar em uma casa é poder usufruir de um espaço maior e ter a liberdade de construir quantos cômodos desejar, reformar, ampliar a cozinha, adicionar um quarto, entre outros. Além do mais, você pode decorar sua casa como quiser, sem as limitações que os apartamentos impõe. Porém, existem incorporadoras que oferecem serviços de personalização de apartamentos, que podem ser reformados para ficar exatamente como deseja o comprador.

Vale lembrar que em casas, os moradores ficam responsáveis por toda administração, desde a manutenção das áreas externas até o cuidado com todo o sistema de segurança. Já imaginou se descuidar por apenas alguns dias e ser surpreendido com a ação de algum criminoso? Quando pensamos em segurança da família, não é possível cometer nenhum descuido.

Nos condomínios, as tarefas que envolvem administração e manutenção das áreas comuns ficam sob responsabilidade dos funcionários de reparos e de limpeza do edifício como um todo. Isso torna a rotina dos moradores muito mais simples e acarreta em menos gastos, uma vez que parte da taxa de condomínio é destinada a essas tarefas e serviços.

Regras de convivência

Uma das características que mais separam casas e apartamentos são as regras de convivência e privacidade. Enquanto em uma casa apenas os próprios moradores podem fazer as regras em relação a animais de estimação, festas e outros fatores, em apartamentos é necessário seguir alguns combinados, para que a convivência se dê de forma harmoniosa. Ou seja, morar em casa traz mais liberdade e independência para os moradores.

Por outro lado, em um edifício, fica mais fácil resolver os conflitos e exigir o respeito às regras, já que há a presença do síndico e da administradora do condomínio, os quais são fundamentais em um momento de impasse. Desentendimentos entre vizinhos podem acontecer em qualquer tipo de moradia, porém, em condomínios, a possibilidade de multas e advertências leva a um maior respeito às regras.

Em vizinhanças de casas, as regras de convivência na maioria das vezes se baseiam no bom senso, o que nem sempre traz bons resultados. Nesses casos, quando os vizinhos não chegam a um acordo, os problemas precisam ser judicializados.

Segurança

Uma das maiores diferenças entre casa e apartamento é a segurança, como já mencionamos anteriormente. A maioria dos edifícios hoje conta com portaria 24 horas, câmeras e portões de segurança reforçados, o que é um verdadeiro sossego para quem tem filhos pequenos, por exemplo.

Nos casos dos condomínios de alto padrão, é possível contar ainda com acesso mediante cartão magnético ou digital. Esses itens impedem, por exemplo, que pessoas desconhecidas batam diretamente à sua porta, já que o acesso é apenas para pessoas autorizadas.

Para quem mora sozinho e passa a maior parte do dia fora, comprar um apartamento é a opção que mais oferece segurança, uma vez que casas são mais suscetíveis a ataques e invasões de ladrões.

Ainda que seja feito um grande investimento em sistemas de segurança, uma residência vazia sempre é um alvo mais fácil de criminosos, isso sem contar as abordagens que podem ser feitas quando um morador chega em casa à noite.

Realmente, decidir entre casa ou apartamento não é uma tarefa fácil. É necessário conhecer as características de cada um e analisar bem o que é melhor para a realidade da família. Pondere se fatores como segurança e convivência são importantes e combinam com as suas expectativas. Vale lembrar que essa decisão deve levar em conta o que os moradores desejam e planejam para o futuro.

Gostou deste conteúdo e quer ter acesso a outros assuntos referentes ao mercado imobiliário? Assine nossa newsletter e receba diretamente em sua caixa de entrada todas as nossas novidades!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Logo